A avaliação psicológica na infância é um processo de investigação e análise de conteúdos da mente, do comportamento e do desenvolvimento infantil. Geralmente é solicitado pela escola, por instâncias judiciais ou por outros profissionais da saúde. De acordo com o pedido de avaliação, são definidos pontos específicos a serem compreendidos pelo psicólogo.

As ferramentas são escolhidas de acordo com a necessidade do caso e o processo envolve desde testes psicológicos cientificamente comprovados até entrevistas e observações. As entrevistas são feitas com a criança de forma lúdica, geralmente envolvendo brincadeiras e desenhos. Outras pessoas próximas também participam, como família, escola e outras pessoas ou profissionais que possam trazer informações importantes.

O principal objetivo é obter uma visão integral da criança, a fim de compreender os aspectos qualitativos (comportamento, emoções, sentimentos, etc.) e os quantitativos (habilidades, competências, índice de desenvolvimento, entre outros). Existem diversos testes psicológicos para avaliarem estes aspectos e cabe ao psicólogo escolher e aplicar os testes de acordo com cada caso. 
A avaliação psicológica infantil produz um laudo ou um relatório a ser entregue à instituição ou ao profissional que solicitou. A família também possui o direito de receber do psicólogo uma devolutiva sobre o processo. Porém, é importante ressaltarmos que o laudo e o relatório não contêm dados específicos coletados nas entrevistas e nos testes, resguardando o sigilo. O psicólogo produz, com base nesses dados colhidos, uma análise e uma conclusão sobre a situação. 

SAIBA COMO A ATOS
PODE TE AJUDAR