Sonhos, conquistas, oportunidades, realizações… Quem de nós não deseja concretizar as aspirações e vislumbrar a sensação de dever cumprido?

De fato, sonhar faz um bem danado, e alimenta a alma, mas o caminho a trilhar nem sempre é assim tão fácil, e tudo bem. Muito embora o processo entre o sonho e as etapas que direcionam a meta sejam turbulentos, eles são necessários e ao contrário que se pensa, são partes constituintes da formação do ego (self) do ser humano.

Quem não desejaria viver sem os percalços ao longo do caminho, sem as tão famosas frustrações. A questão é, como você lida com as incertezas e quais reações você apresenta diante de uma impossibilidade. A capacidade de resiliência, reação positiva após algum fator traumático é muito importante, pois pode delimitar se você vai persistir e atingir seu sucesso ou se vai paralisar frente a esse obstáculo e desistir do caminho.

Todo mundo diz que errar é humano, errar faz parte, os erros nos aperfeiçoam e tantas outras coisas. Mas… quando erramos não é fácil vivenciar essa superação. Geralmente nos frustramos e todos os nossos medos vêm à tona. Achamos que não vamos conseguir, que não somos capazes, que não temos o suficiente para prosseguir. Quanto “não”, hein? Assim ficamos estagnados, submersos nos medos que se fortaleceram com os erros.

Com isso vemos o poder da nossa mente em influenciar nossas atitudes! Porque quando conseguimos mudar nossos pensamentos, nossa dinâmica de ações muda também. O erro, antes tão temido, pode virar mais um tijolo na construção do nosso caminho. Quando os medos se enfraquecem, podemos enxergar claramente e aí sim somos capazes de aprender as lições que os erros nos ensinaram e sairmos mais fortalecidos do que antes seria apenas mais um fracasso.

Resignificar, palavra tão usada hoje em dia, nada mais é do que transformar um significado que a princípio seria negativo em uma experiência de crescimento. As emoções geralmente dirigem nossas ações, então é importante ser mais benevolente consigo mesmo, priorizando sentimentos positivos. Já reparou como é muito fácil apontarmos nossos erros e defeitos, principalmente quando estamos perdendo no jogo da vida? Ao invés disso, procure o melhor de você. Ressalte suas habilidades e suas qualidades! Você pode se surpreender com o que achará dentro de si.

Quando olhamos para a natureza, vemos a belíssima flor de lótus. Tão cheia de cores e com uma assimetria maravilhosa, essa obra prima nasce em meio a lama.

 

Então, quando fracassar, você tem duas alternativas: pode aceitar o fracasso e desistir da caminhada, ou usar essa situação adversa para juntar todas as suas forças e potencialidades e renascer rumo ao seu sonho.