“O princípio feminino e masculino está em cada um, homem e mulher, para um casamento interior harmonioso e frutífero que permite uma relação reconciliada com o outro, diferente e complementar.” – Isabelle Ludovico
Que frase poética e reveladora! Nela entendemos que antes de tudo, devemos buscar um relacionamento saudável com nosso interior. Aprendemos com o grande pensador Carl Gustav Jung que temos um princípio feminino nos homens e masculino nas mulheres. Sim, a ordem não está trocada! As mulheres carregam dentro de si, o que chamamos de animus, uma alma masculina e os homens, por sua vez, têm a anima, sua alma feminina.

Quando dizemos feminino e masculino aqui não estamos nos referindo a orientação sexual, mas a aspectos desses dois princípios. Quando pensamos na alma feminina dentro dos homens, estamos falando sobre sensibilidade, criatividade, cuidado com o outro, expressão das emoções, empatia, entre outros. E quando falamos sobre a alma masculina presente nas mulheres, nos referimos a racionalidade, ao cumprimento de regras, ao pensamento concreto, praticidade, entre outros.
Felizmente, estamos vivendo uma época de quebra dos esteriótipos de homem e mulher na sociedade. Vivemos num tempo em que a mulher pode ser racional e bem sucedida no trabalho e o homem pode expressar seus sentimentos e ser sensível. Isso já é um grande passo para que aconteça naturalmente essa conexão dentro de nós – mulheres vivenciando aspectos da alma masculina e os homens, os aspectos da alma feminina.
Quando essa integração em nosso interior flui, aprimoramos nossa capacidade de nos relacionarmos com o outro. Por exemplo, o homem que consegue vivenciar sua alma feminina, tem muito mais capacidade para compreender uma mulher e se relacionar harmoniosamente com ela.
Então, se você busca por um relacionamento amoroso feliz e realizador, busque se relacionar primeiro com o seu interior. Resgate dentro de você as características que tanto admira em um parceiro. Homens, não é demérito nenhum ser sensível! Procure viver seus sentimentos e expressá-los no relacionamento. Ser emotivo também é coisa de homem, sim! E mulheres, sejam mais práticas! O relacionamento também exige uma dose de racionalidade. Se esforce para explicar o que quer/sente, como quer/sente e quando quer/sente. Afinal, ninguém tem bola de cristal! Não expressar racionalmente o que se passa na sua mente e coração só gera frustrações no seu relacionamento.
Tenha um relacionamento feliz com você e com o outro!